Quem procura acha...

Carregando...

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Você sabe identificar um texto literário?

A atividade prática proposta durante a aula de Literatura Brasileira desta semana traz o seguinte desafio: cada aluno deverá postar dois pequenos textos sobre um mesmo tema. O assunto é livre, mas deve aparecer tanto em um texto literário quanto em um texto não literário. É necessário indicar o autor e a fonte de onde foi extraído o material. Aqueles que quiserem poderão criar o seu próprio texto literário. Todos os participantes deverão assinar as postagens, assim como, indicar o curso pretendido no Vestibular.  

9 comentários:

  1. Texto Literário:

    O açúcar


    O branco açúcar que adoçará meu café
    nesta manhã de Ipanema
    não foi produzido por mim
    nem surgiu dentro do açucareiro por milagre.

    Vejo-o puro
    e afável ao paladar
    como beijo de moça, água
    na pele, flor
    que se dissolve na boca. Mas este açúcar
    não foi feito por mim.

    Este açúcar veio
    da mercearia da esquina e tampouco o fez o Oliveira, dono da mercearia.
    Este açúcar veio
    de uma usina de açúcar em Pernambuco
    ou no Estado do Rio
    e tampouco o fez o dono da usina.

    Este açúcar era cana
    e veio dos canaviais extensos
    que não nascem por acaso
    no regaço do vale.

    Em lugares distantes, onde não há hospital
    nem escola,
    homens que não sabem ler e morrem de fome
    aos 27 anos
    plantaram e colheram a cana
    que viraria açúcar.

    Em usinas escuras,
    homens de vida amarga
    e dura
    produziram este açúcar
    branco e puro
    com que adoço meu café esta manhã em Ipanema.
    "O açúcar" (Ferreira Gullar. Toda poesia. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1980, pp.227-228)

    Texto Não-Literário:

    A cana-de-açúcar

    Originária da Ásia, a cana-de-açúcar foi introduzida no Brasil pelos colonizadores portugueses no século XVI. A região que durante séculos foi a grande produtora de cana-de-açúcar no Brasil é a Zona da Mata nordestina, onde os férteis solos de massapé, lém da menor distância em relação ao mercado europeu, propiciaram condições favoráveis a esse cultivo. Atualmente, o maior produtor nacional de cana-de-açúcar é São Paulo, seguido de Pernambuco, Alagoas, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Além de produzir o açúcar, que em parte é exportado e em parte abastece o mercado interno, a cana serve também para a produção de álcool, importante nos dias atuais como fonte de energia e de bebidas. A imensa expansão dos canaviais no Brasil, especialmente em São Paulo, está ligada ao uso do álcool como combustível.
    "A cana-de-açúcar" (Vesentini, J.W. Brasil, sociedade e espaço. São Paulo, Ática, 1992, p.106)

    Fonte: http://www.sitedoescritor.com.br

    Nome: Ricardo Pinheiro

    ResponderExcluir
  2. Texto de literatura poética:

    AMORES SEM ÉTICA
    Celito Medeiros

    Tem-se um compromisso
    Um casamento assumido
    Melhor não ser um bandido
    Jogar para os ares tudo isso.

    Chamar de amor impossível
    Querer ser consolado por tal
    É importante e mais discutível
    Saber se é gente ou um animal.

    Dar oportunidade ao acontecimento
    Sem nenhuma outra responsabilidade
    São coisas que em qualquer idade
    Só trará é muito aborrecimento!

    Podemos amar qualquer pessoa
    Rompendo amores anteriores
    Deixar rolar atração à toa?
    É pertencer aos inferiores!

    Depois irão se queixar
    De falta disto ou daquilo
    Falta mesmo é saber amar
    E não se tornar um esquilo!

    Pular sempre de galho em galho
    Sem compromissos de gente
    É tipo querer do bulbo alho
    Bom perfume de repente!

    Melhor encarar a realidade
    De ter sido um bom sacana
    Procurar por facilidade
    Depois levar banana!

    ________________________________________________

    Texto de livre opinão (não literário)


    AMORES SEM ÉTICA
    Celito Medeiros

    Traição é traição, nada tem a ver com amor.
    Traição tem a ver com Ética e caráter!

    Bandidos também amam!... Todos sabemos disto.
    Assassinos da mesma forma, muitas vezes com a forma de matar em nome do amor.
    Dizem que quem ama não mata - que mentira!
    O que falta a quem trai não é amor, mas honestidade e responsabilidade.

    Infelizmente nas relações humanas sempre houve traições de ambos os lados, seja entre parceiros do amor, amizade ou negócios.
    Assim, homens e mulheres estão traindo, por que a auto estima está em baixa, não é mesmo? Quem fora de ética poderia ter auto estima verdadeira?

    O primeiro traído é de fato quem trai.

    Trai a si mesmo (a) primeiro e esta sim é a mais importante, pois quando alguém trai a si mesmo(a), aos seus princípios, então poderá depois fazer qualquer outra coisa, inclusive roubar e matar etc...

    Traem a si, traem seus parceiros, traem a sociedade como um todo, e em tudo...
    Todos sabemos disto, mas poucos se importam com isto, e estes estão traindo seus próprios conceitos e análises de vida, passando a nada mais analisar e perderem a responsabilidade individual e social, causando o caos na sociedade em que vivem.

    ________________________________________________

    Fonte: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090328141955AARNnTN

    NOME: TAYNARA FERNANDES

    ResponderExcluir
  3. Caroline Ramos

    TEXTO NÃO LITERÁRIO


    A bomba de Hiroshima

    Na manhã de 6 de agosto de 1945, quase ao fim da Segunda Guerra Mundial, o bombardeiro B-29 americano Enola Gay lançou a ainda não testada bomba de urânio Little Boy sobre a cidade de Hiroxima, a sudoeste de Honshu, a principal ilha japonesa. Ela rebentou no ar a 600 metros de altura e liberou uma energia equivalente a 20 quilotons (20 mil toneladas) do explosivo químico TNT, matando 64 mil pessoas instantaneamente. Três dias depois, após sobrevoar inutilmente durante 45 minutos um segundo alvo, a cidade de Kokura, sem visualizá-la, o avião mudou de rumo. E Fat Man, outra bomba, esta de plutônio, arrasou mais da metade da área de Nagasaki, no sul do Japão. Passados seis meses, 40 mil pessoas haviam morrido. O número de vítimas poderia ter sido ainda maior e incluir cidadãos americanos caso o mau tempo não tivesse afastado o bombardeiro 1500 metros do alvo: isso salvou a vida de 1300 prisioneiros de um campo de concentração japonês desconhecido dos Estados Unidos.

    Revista SUPERINTERESSANTE
    Novembro de 1989 (SUPER número 11, ano 3)


    TEXTO LITERÁRIO

    A rosa de Hiroxima
    Vinícius de Moraes

    Pensem nas crianças
    Mudas telepáticas
    Pensem nas meninas
    Cegas inexatas
    Pensem nas mulheres
    Rotas alteradas
    Pensem nas feridas
    Como rosas cálidas
    Mas oh não se esqueçam
    Da rosa da rosa
    Da rosa de Hiroxima
    A rosa hereditária
    A rosa radioativa
    Estúpida e inválida
    A rosa com cirrose
    A anti-rosa atômica
    Sem cor sem perfume
    Sem rosa sem nada.

    ResponderExcluir
  4. Oi Taynara! Trabalho maravilhoso! Peço, agora, que poste as características que fazem com que um dos textos de Caroline seja considerado literário. Na sua resposta devem constar o nome do texto que está avaliando e quem foi que o postou. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Excelente Ricardo! Identifique agora quais são as características presentes em um dos textos postados pela Taynara, que fazem com que ele seja considerado um texto literário. Na sua resposta devem constar o nome do texto que está avaliando e quem foi que o postou. Beijos e parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Caroline, muito boa escolha dos textos! Agora, identifique em um dos textos enviados pelo Ricardo quais são as caracteríticas que o fazem ser considerado literário. É necessário colocar também o nome do texto em questão e quem foi que o postou. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Texto avaliado: A Rosa de Hiroxima (Caroline)

    As características desse texto são:

    - A forma de como está representado;
    - Está em forma de poema;
    - E a linguagem totalmente denotativa;

    São algumas características de um texto literário.

    ResponderExcluir
  8. Muito bem, Taynara... Mas, uma dúvida: o texto literário só pode vir em forma de poema ou também é possível encontrá-lo na prosa?

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir